Argentina reclama de ‘volta olímpica’ de Bolsonaro no Mineirão: ‘Manifestações políticas’

Argentina reclama de ‘volta olímpica’ de Bolsonaro no Mineirão: ‘Manifestações políticas’

Por Raychelly Rodrigues 04/07/2019 - 10:27 hs

Na carta assinada por Cláudio Fabián Tapia, presidente da AFA, ele reclama da postura de Bolsonaro durante toda a partida, principalmente pelo fato dele ter entrado no gramado do Mineirão e ter dado uma “volta olímpica” no estádio. O fato gerou algumas vaias ao presidente.

+ Bolsonaro é vaiado no Mineirão, durante jogo entre Brasil e Argentina; assista

“Os princípios da Fifa e da Conmebol de não ingerência, e a proibição que rege todos seus membros de realizar manifestações políticas em um evento esportivo, devia ser advertida pela comitiva presente”, diz um dos trechos.Dando sequência à carta, a AFA relembra que jogadores já foram punidos pelo fato de terem “externado opiniões políticas durante partidas de futebol”. “Não questiona o tamanho do presidente do Brasil, mas os responsáveis da organização do evento deviam evitar manifestações políticas”, acrescentou Tapia.

Áudios do VAR

Em outra carta, desta vez assinada pelo diretor nacional de arbitragem da AFA, Federico Beligoy, são solicitados os áudios da sala do VAR. A Argentina reclama de dois pênaltis que não foram marcados, um no atacante Agüero e outro no zagueiro Otamendi.

Beligoy também não poupou críticas ao ex-árbitro brasileiro Wilson Seneme que atualmente preside a Comissão de Arbitragem da Conmebol.